Facebook RSS Twitter
Seja bem-vindo! Hoje é Terça-feira, 13 de Novembro de 2018.
RELEASES

Custo médio de condomínio na capital é de R$ 847 reais

Inadimplência continua em baixa
 
Os índices calculados pela AABIC – Associação das Administradoras de Bens Imóveis e Condomínios de São Paulo mediram em julho os custos do condomínio na capital paulista e a inadimplência.
 
O IPEVECON - Índice Periódico de Variação e Custos Condominiais acusou variação de 0,40% em julho, enquanto o IGPM, no mesmo período, sofreu aumento de 0,26%. Mesmo com a oscilação apresentada, os custos condominiais medidos pelo índice permanecem no patamar de equilíbrio esperado para esta época do ano, resultando em oscilação acumulada de 3,16% nos últimos doze meses, enquanto o IGPM totalizou 5,17% no mesmo período. 
 
O custo de condomínio médio apontado pelo índice é R$ 847,00, resultado de uma média ponderada entre os custos médios indicados para apartamentos de 1 a 4 dormitórios.
 
O custo médio para 01 dormitório é de R$ 349, para 2 dormitórios é de R$ 507, 3 dormitórios R$ 1.018 e para 4 dormitórios a média é de R$ 1.644.
 
As oscilações das despesas com pessoal (0,77%), encargos sociais (1,48%) e benefícios (1,26%), que representam a média de 61% das despesas condominiais, acabaram por influenciar uma pequena alta do IPEVECON, em razão de sua grande representatividade nos custos totais. As elevações dos itens relativos ao consumo foram consideradas normais, sendo que o consumo de água registrou elevação de 0,44%, e a energia, queda de -0,60%. 
 
Segundo o diretor de Condomínios da AABIC, Omar Anauate, para agosto não há previsão de ação de aumento que cause impacto na variação do IPEVECON, que deve manter a tendência de estabilidade.
 
O diretor ainda explica que o IPEVECON oferece um importante parâmetro para administradoras quanto à prática do mercado e para síndicos e condôminos, que podem ter base dos gastos mensais nos condomínios. “Síndicos e moradores devem estar atentos a aumentos abruptos ou gastos muito acima da média de condomínios com o mesmo porte e padrão”, orienta.
 
O IPEMIC – Índice Periódico de Mora e Inadimplência Condominial registrou índice de mora no pagamento de cotas condominiais (atraso até o 30º dia) de 6,12% que, em comparação ao mesmo período do ano anterior (7,03%), representou queda de -0,91%, em pontos percentuais. 
 
O valor relativo à inadimplência do mês, com base em maio de 2013 (não pagamento do 31º ao 90º dia após o vencimento) atingiu 2,99%, refletindo queda de –0,06% em pontos percentuais, em relação a maio de 2012 (3,05%).
 
A amostra do IPEMIC foi realizada com 2638 condomínios de 15 empresas da capital paulista.

Pense antes do BOM DIA GRUPO
Filosofando sobre a conduta no "Whats"   [...]
Jornalista da Predicado colabora em reportagem da revista Gestão & Negócios
A jornalista Carolina Fagnani, diretora executiva da Predicado Comunicação Empresarial foi conv [...]

55 11 4930-2006
predicado@predicadobrasil.com.br

Avenida Imperatriz Leopoldina, 263
Sala 14 - Nova Petrópolis
CEP 09770-271
S. Bernardo do Campo – SP

Atendimento: segunda a sexta-feira,
das 9h as 18h

Predicado © 2013, Todos os direitos reservados.  | Política de Privacidade | Direitos Autorais | Fale Conosco