Facebook RSS Twitter
Seja bem-vindo! Hoje é Terça-feira, 13 de Novembro de 2018.
RELEASES

O provável colapso das Santas Casas

O cenário já crítico das Santas Casas e hospitais beneficentes está cada vez mais preocupante diante das suas crescentes dificuldades financeiras. As instituições iniciaram 2013 com dívidas de R$ 12 bilhões, que devem chegar a R$ 17 bilhões até o final do ano, considerando o déficit anual de R$ 5 bilhões nos contratos e convênios com o SUS (Sistema Único de Saúde).
 
É provável que a situação se torne insustentável num futuro próximo, pois não há indícios de uma possível solução. Desta maneira, é certo que alguns hospitais não sobreviverão até 2014. No mínimo serão obrigados a diminuir sensivelmente o atendimento pelo SUS.E isso vai causar um grave problema de saúde pública.
 
As instituições filantrópicas são responsáveis por mais da metade do atendimento público do país, e “embora tenham a obrigação de oferecer 60% da sua capacidade ao SUS, a grande maioria põe à disposição mais de 90%, e em várias a assistência é integral”, comenta o diretor-presidente da Fehosp, Federação das Santas Casas e Hospitais Beneficentes do Estado de São Paulo, Edson Rogatti. Também é importante lembrar que em muitas cidades são a única alternativa de assistência gratuita.
 
A contrapartida, porém, é insuficiente. A cada R$ 100 gastos na assistência pública, apenas R$ 65 são ressarcidos pelo governo, sendo ainda pior nos atendimentos de média e alta complexidade. Essa distorção é a principal origem da dívida de R$ 12 bilhões, dos quais 44% são devidos ao setor financeiro. “Esse passivo crescente existe porque o SUS deixou de cumprir sua obrigação no acordo que celebrou com as instituições filantrópicas para viabilizar sua criação, pois naquela ocasião o Estado não tinha – e ainda não tem - estrutura suficiente para oferecer o tratamento ao qual propôs e é obrigado pela Constituição”, afirma Edson Rogatti.
 
Como medida imediata, as Santas Casas reivindicam o reajuste da tabela de pagamento do SUS para cerca de 100 procedimentos. Essa providência seria um início de um processo de recuperação financeira da rede filantrópica, evitando um provável colapso no atendimento para o SUS.

Pense antes do BOM DIA GRUPO
Filosofando sobre a conduta no "Whats"   [...]
Jornalista da Predicado colabora em reportagem da revista Gestão & Negócios
A jornalista Carolina Fagnani, diretora executiva da Predicado Comunicação Empresarial foi conv [...]

55 11 4930-2006
predicado@predicadobrasil.com.br

Avenida Imperatriz Leopoldina, 263
Sala 14 - Nova Petrópolis
CEP 09770-271
S. Bernardo do Campo – SP

Atendimento: segunda a sexta-feira,
das 9h as 18h

Predicado © 2013, Todos os direitos reservados.  | Política de Privacidade | Direitos Autorais | Fale Conosco