Facebook RSS Twitter
Seja bem-vindo! Hoje é Quarta-feira, 14 de Novembro de 2018.
RELEASES

Emoções descontroladas podem contribuir no desenvolvimento de alguns transtornos mentais

As emoções humanas como a raiva, orgulho, inveja e culpa são inatas e muito mais ajudam na nossa adaptação do que atrapalham. Podem, entretanto, se tornar nocivas se ultrapassarem os limites da normalidade. A sobrecarga emocional que ocasionam quando muito intensas causa, invariavelmente, repercussões físicas mediadas pelo  sistema nervoso autônomo e por alterações hormonais relacionadas ao estresse.
 
O psiquiatra Luiz Alberto Hetem notou que aumentou o número de pessoas que procuram auxílio especializado se dizendo portadores de algum transtorno mental e que, na verdade, estão sofrendo com as consequências de emoções fortes não reconhecidas adequadamente. “Durante meus 30 anos de prática clínica  percebi que o perfil dos pacientes que procuram o tratamento psiquiátrico mudou. Hoje, recebo em meu consultório mais pessoas com dificuldades de relacionamento, sentimento de culpa, raiva e inveja do que algumas décadas atrás”, afirma.
 
Para o especialista, as emoções são parte inevitável da existência humana, têm valor adaptativo e não é possível eliminá-las. Sendo assim, a tarefa é identifica-las corretamente e lhes dar um destino saudável. O orgulho e a inveja são mais resistentes à mudança, por serem mais dissimuláveis e de mais difícil aceitação, diferente da culpa e da raiva, que são aceitas com mais naturalidade.
 
Além de prejuízo à saúde, o cultivo destes sentimentos provoca desequilíbrio e atrapalha   as relações interpessoais, o desempenho como um todo e o desenvolvimento profissional. “Antes que as coisas se compliquem,  é vital olhar para dentro de si em busca de compreender o que está acontecendo e ver o que precisa ser melhorado e o que deve ser preservado”, explica.
 
Em alguns casos, quando há predisposição genética e dependendo de circunstâncias de vida, a sobrecarga emocional pode contribuir para um adoecimento, o surgimento de um transtorno mental, em geral depressão ou transtorno de ansiedade
 
Luiz Alberto Hetem é psiquiatra e escritor do livro “A Grande Obra – como identificar e o que fazer com o orgulho, a inveja, a raiva e a culpa”.

Pense antes do BOM DIA GRUPO
Filosofando sobre a conduta no "Whats"   [...]
Jornalista da Predicado colabora em reportagem da revista Gestão & Negócios
A jornalista Carolina Fagnani, diretora executiva da Predicado Comunicação Empresarial foi conv [...]

55 11 4930-2006
predicado@predicadobrasil.com.br

Avenida Imperatriz Leopoldina, 263
Sala 14 - Nova Petrópolis
CEP 09770-271
S. Bernardo do Campo – SP

Atendimento: segunda a sexta-feira,
das 9h as 18h

Predicado © 2013, Todos os direitos reservados.  | Política de Privacidade | Direitos Autorais | Fale Conosco