Facebook RSS Twitter
Seja bem-vindo! Hoje é Quarta-feira, 26 de 09 de 2018.
RELEASES

Apesar de estar em alta, venda de papelão continua abaixo do esperado pelo setor

Em véspera de eleições, mercado diminui o ritmo, mas projeções para o último trimestre de 2014 são positivas

De acordo com o último índice da ABPO – Associação Brasileira de Papelão Ondulado, divulgado no dia 30 de setembro, as vendas domésticas de papelão ondulado permaneceram em alta em agosto e subiram pouco mais de 1% no comparativo anual, para 294.636 mil toneladas. Em relação a julho, período de retomada das expedições brasileiras de chapas, placas e acessórios de papelão, o crescimento foi de 0,32% com ajuste sazonal. 
 
De acordo com Eduardo Mazurkyewistz, diretor da Mazurky, fabricante de papelão ondulado situada no ABC Paulista, julho foi o marco da recuperação dos números negativos trazidos pelos meses de abril, maio e junho, mas ainda não no ritmo esperado pelo setor. “Tivemos um crescimento negativo de -1,3% comparado ao ano passado, agosto já foi um mês bom tivemos um crescimento de 20,55% em relação a agosto do outro ano. O mês de setembro por sua vez fechou com um crescimento de 4,82 comparado com o mesmo período de 2013, mas no acumulado nosso crescimento está em 3,05%, muito abaixo do que tínhamos planejado”, afirmou.
 
Com a proximidade das eleições, o cenário muda. “Acredito que todos os empresários estão receosos com o que pode acontecer no pais no ano que vem, mudando ou não o governo, e com isso todos estão segurando investimentos, diminuindo seus estoques, revendo seus custos, quadro de funcionários e tudo isso gera uma insegurança no mercado, diminuindo o consumo”, explicou o diretor.
 
Para 2014, a ABPO projeta crescimento máximo de 2% nas expedições de papelão ondulado, índice já revisado e reduzido (variava entre 3,5% e 4%) após baixo desempenho em abril. Mesmo assim, os preços praticados continuam estáveis e a previsão da Mazurky para o quarto trimestre é positiva. “Essa é a oportunidade de recuperarmos o que foi perdido no segundo trimestre, lembrando que, historicamente, o quarto trimestre é o mais aquecido para o setor de papelão”, concluiu Eduardo Mazurkyewistz.

Pense antes do BOM DIA GRUPO
Filosofando sobre a conduta no "Whats"   [...]
Jornalista da Predicado colabora em reportagem da revista Gestão & Negócios
A jornalista Carolina Fagnani, diretora executiva da Predicado Comunicação Empresarial foi conv [...]

55 11 4930-2006
predicado@predicadobrasil.com.br

Avenida Imperatriz Leopoldina, 263
Sala 14 - Nova Petrópolis
CEP 09770-271
S. Bernardo do Campo – SP

Atendimento: segunda a sexta-feira,
das 9h as 18h

Predicado © 2013, Todos os direitos reservados.  | Política de Privacidade | Direitos Autorais | Fale Conosco